lágrimas de uma mulher

Que mistério pode haver, na lágrima de uma mulher. Quando abre os seus segredos. Que moentos de aflição há no tremos da sua mão. Onde esconde os seus medos...

"Guilherme Aranrtes"